Um espaço de discussão aberto aos associados e amigos do OBSC.
Terça-feira, 11 de Dezembro de 2007
MULHERES, TALENTO E VOLEIBOL
MULHERES, TALENTO E VOLEIBOL
Há quase três mês a defender as cores do Oliveira do Bairro Sport Clube e as “Falcoas do Cértima”, como desportivamente já são conhecidas, somam vitória atrás de vitória na 1ª fase regional para o Campeonato Nacional de Seniores Feminino.
Pela primeira vez na história de Oliveira do Bairro há jovens que, tendo o voleibol como desporto de eleição, tem a oportunidade de treinar e jogar numa equipa sénior do concelho e pela primeira vez na história do desporto colectivo, o Oliveira do Bairro Sport Clube, instituição com mais de 80 anos de história, tem uma equipa feminina a disputar campeonatos nacionais.
São perto de 20 atletas, na sua grande maioria do concelho de Oliveira do Bairro, são a única equipa sénior feminina de voleibol na Bairrada, e apesar das vidas profissionais distintas e exigentes estão empenhadas em cumprir um rigoroso calendário de treinos e jogos com uma ambição expressa no espírito que defendem “fazer bloco com audácia, pôr as mãos na bola, jogar o próximo ponto”.
 
Voleibol - uma história de sucesso no IPSB
A trabalhar desde Setembro, a equipa de voleibol feminino reúne a “nata da nata” do voleibol made in Oliveira do Bairro. Se até 2007 as jovens que finalizassem o seu percurso de formação, numa das secundárias do concelho, não tinham alternativas no prosseguimento do voleibol, hoje, graças à insistência das atletas, à teimosia de alguns e à aposta do OBSC, o cenário mudou. Para Ana Rita Martins o voleibol poderia ter ficado pelos palmarés de jogadora no Instituto de Promoção Social da Bairrada (IPSB) ao serviço do Frei Gil Voleibol Clube (FGVC), e ficaria muito bem num curriculum desportivo (campeã nacional de juvenis, e campeã nacional no desporto escolar com uma participação internacional), mas esta foi a oportunidade de continuar com o desporto que foi investimento de tantos anos, “com 18 anos, a minha carreira desportiva poderia ter ficado por aqui, não fosse este novo projecto desportivo no Oliveira do Bairro Sport Clube, que me permite dar continuidade ao meu trabalho, jogando num quadro competitivo”.
A história da Ana Rita repete-se quase na totalidade das atletas: jovens que durante anos dedicaram horas a fio ao treino; professores e treinadores que investiram pessoalmente e profissionalmente na formação de escalões juvenis; instituições de ensino que apostaram na vertente desportiva como parte integrante e importante da formação humana dos seus jovens e pais que fizeram quilómetros, e tantos ou mais esforços, para aplaudirem o esforço e o sucesso da paixão dos filhos. Este é um projecto que nasceu alicerçado na motivação de dar continuidade ao que é feito no concelho em matéria de formação no voleibol. Era preciso canalizar esforços e vontades naquele que, de acordo com a treinadora desta equipa sénior, Susana Martins “é o melhor projecto para a modalidade do voleibol feminino no Concelho de Oliveira do Bairro”. A Susana é treinadora há mais de 10 anos no Frei Gil Voleibol Clube e, como a mesma refere “via com desagrado as nossas atletas mais velhas ficarem perdidas em termos desportivos por falta de continuidade. Com o surgimento deste projecto abre-se uma porta para a sua continuidade no voleibol”.
O projecto da equipa sénior foi ganhando maturidade na troca de impressões e parcerias com as secundárias onde no concelho se pratica o voleibol, “são parcerias importantíssimas e estratégicas para o sucesso da ideia, que subjaz a todo este investimento, dar continuidade à formação nos escalões infantis e juvenis feitos nas escolas do concelho - o IPSB, a EB 2/3 Dr. Acácio Azevedo e a Secundária de Oliveira do Bairro” como adiantou um dos responsáveis.
 
Financiamento da equipa sénior
A criação da nova Secção de Voleibol, num clube como o Oliveira do Bairro Sport Clube, não é tarefa fácil, o plano e orçamento para a época 2006/2007 aponta para um investimento na ordem dos 21 mil euros, desde despesas com inscrições e seguros, departamento médico, custos directamente ligados a treinos e jogos, arbitragem, transportes, alimentação, e todo o equipamento necessário neste ano zero.
Para sustentar o projecto têm sido várias as abordagens a empresários e entidades que podem de alguma forma juntar-se a esta causa desportiva, na forma de publicidade ou subsídio.
A secção estudou algumas vantagens promocionais para cativar “as empresas para se associarem a uma equipa jovem, ambiciosa, de um enorme fair-play com um público-alvo especifico”, quanto aos apoios de mecenas não há dúvidas, “ao apoiar esta equipa está a envolver-se na comunidade, a investir no futuro, na sua juventude e no desporto e hoje em dia a comunidade reconhece quem investe no seu bem-estar”. Todas as formas de financiamento estão a ser ponderadas, desde o recurso a actividades como sejam a realização de sorteios, passando pela obtenção de donativos de particulares e empresas até às verbas correspondentes às quotizações dos associados, ou outros mais no campo desportivo com a organização de torneios e estágios.
A Câmara Municipal de Oliveira do Bairro deu um “empurrão” inicial ao projecto, com a atribuição de um subsídio de 1500€, ao que considera ser “uma aposta sustentada e bem estruturada em dar oportunidade a jovens do concelho de continuarem a praticar desporto no concelho”.
Para os mentores do projecto, a criação da secção de Voleibol no OBSC, “torna o clube mais eclético, atraindo cada vez mais a população feminina para a prática de desporto e para o apoio às equipas do concelho”.
 
Oliveira do Bairro joga 1ª fase do regional para o Campeonato Nacional de Seniores Feminino
A equipa de Voleibol do OBSC marcou o seu início de época, no passado dia 4 de Novembro, frente ao Sporting Clube das Caldas, com uma vitória claríssima de 3-0, com os parciais de 25-21, 25-22 e 25-21. As atletas estrearam-se nesta 1ª época para um calendário de jogos e as Falcoas do Cértima estão na liderança da 1ª fase regional para o Campeonato Nacional de Seniores Femininos, com 4 vitórias em outros tantos confrontos. As atletas prometem agarrar com garra e ambição os jogos que as esperam.
ROJECTO D
Susana Martins, treinadora da equipa feminina de voleibol do OBSC
Professora no Instituto de Promoção Social da Bairrada, treinadora do Frei Gil Volei Clube
Como analisa o aparecimento de uma equipa sénior de voleibol feminino no Oliveira do Bairro Sport Clube?
Não poderia responder de outra maneira, senão dizendo que foi o melhor projecto para a modalidade do voleibol feminino no Concelho de Oliveira do Bairro. Há já 11 anos que sou treinadora no Frei Gil Voleibol Clube e, nesse período, via com desagrado as nossas atletas mais velhas ficarem perdidas em termos desportivos por falta de continuidade. Com o surgimento deste projecto, já existe uma porta aberta para a sua continuidade no voleibol.
Como entende a relação estabelecida entre o OBSC, o FGVC e as Escolas dos Concelho para o desenvolvimento do desporto em geral e da modalidade em particular?
Este projecto só tem lógica se existir esta parceria. Embora o FGVC possa produzir boas atletas, não tem número suficiente para abraçar este projecto. A importância de envolverem as escolas, que embora participem somente no desporto escolar, também tem o seu fruto e mérito. Importa não esquecer que, para este projecto avançar, é necessário um clube dar a cara. É de louvar todo o esforço e dedicação que a direcção do Oliveira do Bairro Sport Clube, em especial a secção de voleibol, tem manifestado, pois a filiação de um clube e do escalão de seniores não é fácil e têm sido incansáveis na sua dedicação, preocupação e empenho. Mais importante que tudo isto, é um clube do nosso concelho, que acolhe todas as jogadoras que estiverem interessadas em abraçar este projecto, principalmente do nosso Concelho.
 
Rui Guedes,Professor de Educação Física no IPSB (Instituto de Promoção Social da Bairrada), Coordenador Desportivo do frei Gil Volei Clube
Como analisa o aparecimento de uma equipa sénior de voleibol feminino no Oliveira do Bairro Sport Clube?
Com agrado, vejo com o aparecimento deste novo Projecto uma nova realidade para o voleibol no Concelho de Oliveira do Bairro, que penso ser do interesse de todos. O voleibol (nacional e regional) precisa de mais equipas e, neste caso, o Oliveira do Bairro Sport Clube poderá ser um projecto aliciante para a modalidade e seus praticantes.
Como vê o Frei Gil Voleibol Clube o aparecimento deste projecto? Existe interesse do Frei Gil Voleibol Clube em realizar parcerias com o Oliveira do Bairro Futebol Clube?
O Frei Gil Voleibol Clube vê com bons olhos o seu aparecimento, pois este projecto terá a oportunidade de dar continuidade ao projecto de formação, ao nível dos escalões femininos, que o Frei Gil Voleibol Clube tem vindo a fazer. É do interesse das duas partes, existir esta ligação, pois só assim poderemos crescer e desenvolver a nossa modalidade. Sejamos sinceros, a génese deste projecto é todo o trabalho efectuado ao longo dos anos pelo Frei Gil Voleibol Clube, onde importa realçar alguns momentos marcantes:
Desde 1992 até hoje, o voleibol é o desporto escolar com diversos títulos, a destacar: Campeões Nacionais Desporto Escolar 2005/2006 – Juvenis Femininos; em 1998 deu-se início à criação do clube – equipas federadas juniores e seniores; em 2000 fundou-se o Frei Gil Voleibol Clube – Escalões – Minis, iniciados, Juvenis e Seniores Masc./Fem; Campeão Nacional 2000/2001 – Minis Femininos; Vice- Campeão Nacional 2000/2001 – Iniciados Feminino; Campeão Nacional 2003/2004 – Minis Femininos; Vice- Campeão 2003/2004 – Iniciados Femininos; Subida da III Divisão para a II Divisão Seniores Masculinos 2004/2005; Campeão Nacional 2006/2007 – Infantis Masculino
 
António Augusto, coordenador do desporto escolar
Professor de Educação Física na Escola do 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico Dr. Acácio de Azevedo
Como analisa o aparecimento de uma equipa sénior de voleibol feminino no Oliveira do Bairro Sport Clube?
Existe normalmente a tendência para considerar o voleibol, fundamentalmente no plano da iniciação, como uma actividade com pouco interesse e motivação para o aluno, complicado e difícil, um tanto monótono e por conseguinte uma actividade pouco aliciante e gratificante. Numa zona do país onde quase não existem clubes que promovam a prática do voleibol, torna-se mais complicada a tarefa de ensinar esta modalidade. Assim, é de louvar e encorajar o O.B.S.C., pois vai proporcionar às jovens deste concelho e não só, a prática de um jogo apaixonante. Este projecto vai, com certeza, colmatar uma grande lacuna que existe no desporto no feminino, a nível local. As escolas contribuem para a formação de jovens atletas, mas depois são imprescindíveis os clubes, para dar continuidade a esse trabalho. Caso contrário, as jovens acabam por desistir de uma prática física regular, que tão benéfica lhes é. Muito ânimo, muita persistência e bom trabalho é o que desejo a todos os que contribuem para que este grande projecto seja um êxito.


publicado por obsc às 12:43
link do post | comentar | favorito

Um pouco mais acerca do OBSC
pesquisar
 
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Iniciados – 2ª Divisão Sé...

Iniciados – 1ª Divisão Zo...

INFANTIS ”B” - OBSC – 11 ...

Iniciados – 2ª Divisão Sé...

Iniciados – 1ª Divisão Zo...

INFANTIS ”B” - OBSC – 11 ...

CAMPEONATO DISTRITAL DE J...

Juvenis - A.D. OVARENSE: ...

Iniciados – 2ª Divisão Sé...

INFANTIS “B” - ANADIA F.C...

arquivos

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Abril 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

links
Fazer olhinhos
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
25
26
27
28
29

30
31