Um espaço de discussão aberto aos associados e amigos do OBSC.
Terça-feira, 24 de Outubro de 2006
Juniores - OBSC - Pampilhosa: 3-0 - SUPREMACIA TOTAL
Campo S. Sebastião

OBSC x Pampilhosa - Resultado Final: 3-0

Ao intervalo: 1-0

Alinhámos com: Flávio, Zé, Campos, Leandro e Albertino; Yala, Tiago Pinto, Alexandre e Diogo Domingues; Cruz e Barros.

Golos: Diogo Domingues, Simões e Cruz.

Substituições: Aos entrou Simões para o lugar de Barros; aos entrou Peña para o lugar de Diogo Domingues e aos entrou Rilhas para o lugar de Tiago Pinto.

Na teoria antevia-se um jogo difícil, na medida em que estavam em presença o primeiro classificado, o OBSC, e um dos segundos classificados, o Pampilhosa. Porém, na prática, tudo se tornou fácil, muito por culpa da atitude imposta pelo OBSC desde o início da partida. Com efeito, a equipa da casa, através de um futebol feito de processos simples, jogando a toda a largura do campo, com uma defesa subida no terreno, um meio campo que utilizou o "pressing" para retirar espaço ao adversário, e um ataque móvel, que de posse da bola usou a velocidade na tentativa de provocar desiquilibrios no último reduto dos ferroviários, cedo ganhou clara supremacia e o domínio total do jogo.O Pampilhosa não encontrou na sua estrutura soluções para travar o ímpeto atacante dos jovens falcões, e aos 9 minutos na sequência de um livre directo, Alexandre enviou a bola ao poste esquerdo da baliza de Vitor, e na recarga, Leandro, a escassos centímetros da linha fatal, falhou de forma incrível o golo. Com o passar dos minutos o caudal ofensivo do OBSC ganhou contornos de autêntico sufoco. O jogo passou a ser de sentido único, tal a avalanche atacante da equipa da casa. O golo era uma questão de tempo e, com um colectivo que nunca se desagregou, acabou por surgir num lance individual, diga-se de passagem, um primor técnico, por Diogo, sendo um prémio justo para a melhor equipa em campo. Até final da primeira parte, o OBSC continuou a mandar no jogo, enquanto o Pampilhosa reagia como podia, tentando de quando em vez o contra-ataque. Num desses lances, Diogo proporcionou a defesa da tarde a Flávio, com excelente palmada para canto. No início da segunda parte, o Pampilhosa, fruto de outra atitude, foi capaz de equilibrar o rumo dos acontecimentos, o que aconteceu mais ou menos até aos primeiros vinte minutos. No entanto incapaz de criar perigo. O treinador do OBSC mexeu na equipa, e imediatamente assumiu de novo as cordenadas do jogo, e, num lance de contra-ataque, Simões, recém-entrado, dava expressão não só ao marcador, mas também, ao melhor futebol e à única equipa que procurou a vitória. O Pampilhosa, na etapa complementar, não foi capaz de criar perigo. Ao invés, mesmo com uma vantagem com alguma margem de segurança, o OBSC nunca tirou o pé do acelerador e, perto do final da contenda, Cruz marcava o terceiro golo que, de certa forma, se coaduna melhor ao futebol praticado pelo OBSC.

Arbitragem regular.

Crónica elaborada por Manuel Zappa.




publicado por obsc às 16:41
link do post | comentar | favorito

Um pouco mais acerca do OBSC
pesquisar
 
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
25
26
27
28
29

30
31


posts recentes

Iniciados – 2ª Divisão Sé...

Iniciados – 1ª Divisão Zo...

INFANTIS ”B” - OBSC – 11 ...

Iniciados – 2ª Divisão Sé...

Iniciados – 1ª Divisão Zo...

INFANTIS ”B” - OBSC – 11 ...

CAMPEONATO DISTRITAL DE J...

Juvenis - A.D. OVARENSE: ...

Iniciados – 2ª Divisão Sé...

INFANTIS “B” - ANADIA F.C...

arquivos

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Abril 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Setembro 2005

Julho 2005

Junho 2005

links
Fazer olhinhos
Dezembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
25
26
27
28
29

30
31